4 Gestão Acadêmica

Gestão Acadêmica 

 

O Projeto Político-Pedagógico Institucional (PPI) antecede e integra o PDI e orienta a comunidade na construção da Universidade. Nele estão postos princípios, valores e finalidades institucionais. Como projeto, idealiza e antecipa a realidade desejada; como pedagógico, explicita as intencionalidades de seu fazer acadêmico; e, sendo institucional ele expressa o compromisso coletivo das pessoas em implementar as políticas realizadoras da Universidade anunciada.

Define, também, que a UFOB, como instituição social pública e autônoma, deve ter sua atuação comprometida com a ética e observar os princípios da diversidade, da igualdade, da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, da inclusão, da responsabilidade social e da gestão democrática. É pressuposto que a incorporação desses princípios potencializa o estabelecimento de objetivos e ações comprometidas com a resolução de problemas locais, regionais e nacionais, com vistas a transformações que contribuam para a construção de uma sociedade justa e democrática.

O PPI, ante um contexto dinâmico, reconhece a necessidade da participação permanente, do diálogo, da reflexão crítica e de novas escolhas sem que se perca a direção ou se abandonem princípios.

Ao anteceder e integrar o PDI, esse Projeto indica que todos os atos institucionais devem ser pedagógicos e estar por ele orientados, com ênfase nas atividades acadêmicas de formação, produção e socialização do conhecimento. Para essas é indispensável a prática da indissociabilidade, dado que favorece a constituição de um processo educacional único e integrado onde os seus sujeitos ensinam e aprendem em contato com a realidade, sendo por ela mediados e desafiados, superando o ensino reprodutivo e problematizando o próprio conhecimento. A UFOB, em seu PPI, define que as atividades de ensino, pesquisa e extensão são entendidas como um contexto de trabalho plural, inclusivo e emancipatório de aprendizagens individuais e coletivas que valorizam a produção de uma pluralidade de conhecimentos pelo propósito de uma formação acadêmica e profissional de qualidade e relevância social. [1]

O desafio dessa formação requer currículos assentados nos pilares da flexibilização, da interdisciplinaridade e da contextualização. O primeiro pilar assegura, especialmente, diálogos com a realidade e suas demandas, com os percursos formativos e com os processos de ensinar e aprender. O segundo sustenta a ideia de que no processo formativo as disciplinas devem permanecer em diálogo, fortalecendo uma compreensão integral e integradora dos conhecimentos, de forma crítica, criativa e contextualizada. O terceiro traz a realidade social como desafio à renovação de currículos, de conteúdos e de metodologias, alargando as fronteiras do conhecimento.

Em tal ambiente e com tais estratégias o PPI adota a compreensão de que é possível fazer ensino com pesquisa na graduação e ensino para a pesquisa na pós-graduação, avançando na formação de alunos críticos, criativos, intelectualmente independentes e capazes de transformar a realidade e na produção de conhecimentos comprometidos com a qualificação da vida de todos.

Resta evidente, portanto, que o PDI, em seus objetivos e iniciativas, esteja alinhado e comprometido com as concepções, os princípios e as políticas consolidadas no PPI, articulando, desta forma, sujeitos e estruturas em ações que fortaleçam o caráter público e a relevância social da UFOB.

 

Bibliografia

[1]Projeto Político Pedagógico-Institucional. 2016, pág 87

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Template by JoomlaShine