4.1 Ensino de Graduação, Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação

Ensino de Graduação, Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação

 

A partir dos trabalhos realizados com a comunidade universitária para a elaboração do PDI, as seções a seguir registram as diretrizes do PPI priorizadas e as iniciativas propostas. A organização em ensino de graduação, pós-graduação e pesquisa mostra a unicidade entre os temas, facilitando assim a visualização das iniciativas em teias de abordagem, ou seja, ao realizar uma iniciativa potencialmente vinculada, por exemplo, ao ensino de graduação, benefícios e avanços também serão oportunizados à pós-graduação e a pesquisa, bem como a outras áreas de desenvolvimento da UFOB.

 

 

A indicação da criação de novos cursos nos Centros da UFOB, em especial nos campi fora de sede, fortalece os cursos existentes, uma vez que estão associados ao primeiro item da tabela acima: “criação de cursos que aproveitem as potencialidades locais, otimizem o uso das estruturas e sejam complementares aos cursos já existentes”, dinamizando assim tanto a infraestrutura acadêmica quanto física já disponíveis. 

 

 

 

Em todos os espaços de discussão a criação de cursos na modalidade à distância foi apontada como uma boa opção tanto para o desenvolvimento dos cursos de graduação, por exemplo, com a oferta de disciplinas de interesse dos cursos para a formação dos estudantes, assim como para ampliar o acesso ao ensino superior gratuito, laico e de qualidade às populações da região do Oeste da Bahia, com a oferta de diversos tipos de cursos.

Para tanto, torna-se necessário o processo de discussão junto à comunidade universitária, abordando a estratégia da expansão pela educação à distância, as áreas de conhecimento pioneiras para a UFOB nessa modalidade e a delimitação das ações necessárias para a realização dessa Iniciativa. Tal iniciativa marca a abordagem transversal proposta neste plano, ou seja, quando uma ação de ensino impacta a extensão, a pesquisa e a gestão, integrando áreas e fazeres para que a UFOB vá em busca de sua visão institucional: Ser conhecida e reconhecida nos 80 municípios que compõem o Território UFOB como universidade pública, gratuita e de qualidade.

 

 

 

 

 

A integração dos campi da UFOB tem como força motriz não somente o uso das tecnologias de informação e comunicação, mas a integração dos projetos pedagógicos dos cursos, viabilizando a mobilidade acadêmica, podendo ainda ter a parceria com a pós-graduação, no desenvolvimento de cursos que agreguem as potencialidades dos campi e ofereça uma formação a frente do tempo.

 

 

 

 

4.1.1 Política Formação de Profissionais do Magistério da Educação Básica

A formação de professores na UFOB reconhece a escola pública como seu principal foco de estudos, acompanhamento, intervenção e investigação, com vistas à melhoria da educação pública e a criação das condições necessárias à profissionalização. Por isso, em 08 de novembro de 2018, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão aprovou o Projeto Institucional para a Formação de Profissionais do Magistério da Educação Básica da Universidade Federal do Oeste da Bahia. O projeto possibilitará a construção da identidade institucional dos cursos de formação de professores. Neste diálogo, foram elaborados sete projetos pedagógicos de cursos de licenciaturas, implantando as 400 h de prática de ensino e as 400 h de estágio obrigatório, conforme determina a Resolução CNE/CP 02/2015.

Com a perspectiva de ampliar a atuação da UFOB na Educação Básica do Oeste da Bahia, o coletivo de docentes das áreas de Educação e Ensino apresentou proposta para criação de um Centro de Formação de Professores, com o objetivo contribuir para a formação de professores das escolas públicas da Educação Básica do Oeste da Bahia, bem como o fortalecimento das licenciaturas da universidade, apontando a sua importância, seus benefícios não apenas para a Universidade, mas em especial para o Território UFOB.

A criação por si só de um Centro, uma estrutura deliberativa de ritos regimentais, não é suficiente para se alcançar os objetivos de uma educação pública com a qualidade necessária ao desenvolvimento da região. Portanto, a Universidade deverá provocar uma frente de ação, uma Missão interinstitucional, para atuação direta da Universidade na gestão da educação dos Municípios e do Estado da Bahia.

A proposta de criação de um centro de formação de professores pode ser abordada como mais uma questão sobre expansão e consolidação das áreas de atuação da UFOB de maneira interligada, abrindo o diálogo e o processo de discussão institucional como um ponto de partida, considerando as suas oportunidades e desafios para implantação.

 

Bibliografia

[5]O código (PR6) refere-se ao Quadro 74, Mapa Estratégico – Planejamento Estratégico, Seção 6.1 - Processo de Planejamento do PDI UFOB 2019-2023 . Todos os códigos que aparecem nos objetivos estratégicos estão referenciados ao Quadro 74. 

2 comentários

  • Link do comentário DAVID DUTKIEVICZ Sexta, 20 Setembro 2019 10:48 postado por DAVID DUTKIEVICZ

    O EaD deveria ter um enfoque maior. É tratado muito superficialmente e incluindo no PDI apenas que é "necessário o processo de discussão junto à comunidade universitária". Faltou diretriz mais objetivas em atrair estudantes de localidades mais distantes, ou até local. É preciso que o PDI traga a necessidade de montagem de salas especificas para gravação das aulas, compra de equipamentos, de mobiliaria, capacitação de equipe de TIC, capacitação de equipe de áudio e vídeo, capacitação e incentivo aos docentes para aulas mais dinâmicas, etc.

    Ao tratar de inovação no ensino é mais do que importante destacar o uso da TIC no ensino, com o uso de novas tecnologias e desenvolvimentos de aulas em ambientes virtuais de ensino, com uso de realidade virtual, realidade aumentada, hologramas, aplicativos, etc. É preciso criar espaço na UFOB destinado a fomentar fortemente o uso de tecnologias inovadoras na educação.

    Ao tratar de integração dos campi, é importante trazer a luz a necessidade de criação de um anel de fibra ótica entre os campi para garantir a plena comunicação entre nossas unidades, impedindo que a integração seja interrompida quando um link de internet fica off-line. Com essa construção é possível um outro nível de interatividade com a possibilidade de aulas remotas com experiências imersivas.

    Relatar
  • Link do comentário Vanessa Kinoshita Terça, 17 Setembro 2019 16:50 postado por Vanessa Kinoshita

    Sugiro retirar do quadro os itens:
    "Estudo de viabilidade para criação de curso de Engenharia de Materiais..." e "Estudo de viabilidade para criação de cursos de Engenharia Agrícola..."
    Justificativa: já tem o item "Criação de cursos que aproveitem as potencialidades locais...", portanto não é necessário especificar quais são os cursos.

    Relatar

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Template by JoomlaShine